Da criança arteira à arte crianceira: possibilidades no trabalho pedagógico com a arte na Educação Infantil - uma reflexão sob a perspectiva histórico-cultural

  • Maria Luiza Dias Ramalho Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal

Resumo

O presente artigo evoca reflexões sobre as funções do trabalho pedagógico com as artes na Educação Infantil, ressaltando questões que pontuam a importância das atividades artísticas para o desenvolvimento global da criança, tendo em vista o potencial imaginativo e criador na infância. Elementos da perspectiva histórico-cultural de Vigotski dialogaram com os questionamentos suscitados ao logo do texto, alicerçando a premissa de que o ser humano é pleno de possibilidades e potencialidades nos diversos campos e processos de seu desenvolvimento, ampliando as reflexões ao trabalho pedagógico do professor da Educação Infantil.  Ressalta os processos: imaginativo e criador do ser humano, destacando as atividades artísticas e culturais nos diversos espaços que ocupa, como promotoras de sentido às experiências e vivências desde a mais tenra idade. Autores que coadunam com a perspectiva histórico-cultural corroboraram as argumentações desse artigo, ampliando o diálogo proposto e elucidando indagações que insurgiram.

Publicado
Abr 18, 2018
##submission.howToCite##
RAMALHO, Maria Luiza Dias. Da criança arteira à arte crianceira: possibilidades no trabalho pedagógico com a arte na Educação Infantil - uma reflexão sob a perspectiva histórico-cultural. Revista Com Censo: Estudos Educacionais do Distrito Federal, [S.l.], v. 5, n. 2, p. 38-44, abr. 2018. ISSN 2359-2494. Disponível em: <http://www.periodicos.se.df.gov.br/index.php/comcenso/article/view/376>. Acesso em: 23 jun. 2018.