O Ensino Médio no Distrito Federal no quinquênio 2012-2016

  • Lucilene Dias Cordeiro SEDF

Resumo

Desde a implantação do ensino médio no Brasil, a partir dos jesuítas, até os dias atuais, muitas mudanças ocorreram como a desvinculação do ensino com os preceitos religiosos e hermenêuticos dos jesuítas, seguido da vinculação ao Estado e da presença constante das redes particulares de ensino. A educação na capital, também sofreu mudanças, com diretrizes e estilos diferentes e, na década atual, destacou-se a reformulação curricular, e a busca de uma identidade do ensino médio, tornando a escola atraente para os jovens de 15 a 17 e também para os maiores de 18 anos, que ainda não concluíram esse nível de ensino. Nesse contexto, este estudo, a partir de informações disponíveis no Censo Escolar do Distrito Federal nos últimos cinco anos (2012-2016), busca mostrar a evolução de alguns indicadores educacionais do ensino médio das escolas públicas. Os resultados mostraram, dentre outras tendências, aumento das taxas de aprovação em todas as CREs. Além disso, mesmo com o arrefecimento das taxas de abandono e reprovação, ainda há regionais com resultados elevados, o que se agrava quando se consideram os diferenciais por turno, o que aponta a necessidade de se dar maior atenção às regionais que ainda apresentam resultados ainda elevados no abandono e na reprovação, assim como ao turno noturno.

Publicado
Nov 28, 2017
##submission.howToCite##
CORDEIRO, Lucilene Dias. O Ensino Médio no Distrito Federal no quinquênio 2012-2016. Revista Com Censo: Estudos Educacionais do Distrito Federal, [S.l.], v. 4, n. 4, p. 114-131, nov. 2017. ISSN 2359-2494. Disponível em: <http://www.periodicos.se.df.gov.br/index.php/comcenso/article/view/323>. Acesso em: 20 jan. 2018.