Utilização de metodologias ativas em um curso técnico em enfermagem: relato e desafios

  • Jozinélio Severino Teixeira Secretaria de Educação do Distrito Federal
  • Daniela Filgueira Costa Professora da Secretaria de Educação do Distrito Federal
  • Jaqueline Barbosa Costa Professora da Secretaria de Educação do Distrito Federal

Resumo

Ao considerar que o currículo escolar deve ser algo dinâmico, construído democraticamente e de acordo com as necessidades e realidades de uma sociedade se faz necessária a postura reflexiva e crítica frente às condutas dos processos de ensino-aprendizagem vigentes. Dessa forma, o questionamento sobre que tipo de profissional de saúde em Enfermagem se quer ter e como fazer para atingir tal objetivo é primordial para melhoria da qualidade de ensino. Assim, tendo em vista o perfil do egresso do Curso Técnico em Enfermagem, considerando não apenas o conhecimento técnico da profissão, mas também que serão profissionais formados para o Sistema Único de Saúde, exige-se uma formação que valorize a postura ética e reflexiva do discente e que consiga se adaptar e atuar em diferentes situações e adversidades da vida laboral. Dessa forma, decidiu-se então elaborar um novo currículo para o Curso Técnico em Enfermagem, considerando as Metodologias Ativas. Nesse contexto, surgiu a oportunidade de implementá-lo no Programa Mulheres Mil, curso piloto de Técnico em Enfermagem, com um recorte bem peculiar de educandos.

Publicado
Nov 28, 2017
##submission.howToCite##
TEIXEIRA, Jozinélio Severino; COSTA, Daniela Filgueira; COSTA, Jaqueline Barbosa. Utilização de metodologias ativas em um curso técnico em enfermagem: relato e desafios. Revista Com Censo: Estudos Educacionais do Distrito Federal, [S.l.], v. 4, n. 4, p. 176-180, nov. 2017. ISSN 2359-2494. Disponível em: <http://www.periodicos.se.df.gov.br/index.php/comcenso/article/view/280>. Acesso em: 24 abr. 2018.