Reflexões sobre o impacto da pandemia na Educação Física Escolar

  • Pamela Karina de Melo Gois Instituto Federal da Paraíba
  • Patrícia Diógenes de Melo Brunet Instituto Federal da Paraíba
  • Fernanda Lira Braga Instituto Federal da Paraíba
  • Rebecca Ruhama Gomes Barbosa Instituto Federal da Paraíba
  • Dálete Rodrigues da Costa Instituto Federal da Paraíba

Resumo

A partir de março de 2020, o surto global de SARS-CoV2, também denominado Covid-19, foi anunciado como uma pandemia. Com os números de casos crescentes, o então ministro da saúde Luiz Henrique Mandetta, tendo como base nas recomendações da Organização Mundial da Saúde, propôs que os estados aderissem como medida de prevenção a suspensão das aulas em todo país. Com essas prerrogativas, as instituições educacionais, que são ambientes que contam com um grande número de indivíduos convivendo em espaços relativamente restritos, interromperam suas atividades e passaram a pensar nas estratégias para a condução e abordagens desse processo de ensino e aprendizagem. Destarte, o respectivo trabalho apresenta como objetivo geral analisar as consequências da pandemia na Educação Física Escolar. Uma característica que difere a Educação Física de outras disciplinas é o seu teor teórico e prático, na qual além da caracterização dos conteúdos, tem-se o movimento como objeto de ensino-aprendizagem. Com a pandemia causada pelo vírus SARS-CoV2, o professor de Educação Física teve que adequar os seus conteúdos a essa nova realidade. Por conseguinte, além dos desafios presentes nas aulas presenciais, o retorno às escolas também induzirá transformações significativas na esfera educacional. Conclui-se que a conjuntura pandêmica tem induzido transformações significativas na espera educacional e no espaço escolar, principalmente na estrutura das aulas, na atividade docente e por consequência, nas práticas sociais.


Palavras-chave: Educação Física. Pandemia. Ensino Remoto.


Reflexões sobre o impacto da pandemia na Educação Física Escolar


Abstract: As of March 2020, the global outbreak of SARS-CoV2, also called Covid-19, was heralded as a pandemic. With the growing number of cases, the then minister of health Luiz Henrique Mandetta, based on the recommendations of the World Health Organization, proposed that the states adhere to the suspension of classes across the country as a preventive measure. With these prerogatives, educational institutions, which are environments that have a large number of individuals living in relatively restricted spaces, stopped their activities and started to think about strategies to conduct and approach this teaching and learning process. Thus, the respective work presents as a general objective to analyze the consequences of the pandemic in School Physical Education. A feature that differentiates Physical Education from other disciplines is its theoretical and practical content, in which, in addition to characterizing the contents, movement is seen as an object of teaching-learning. With the pandemic caused by the SARS-CoV2 virus, the Physical Education teacher had to adapt their contents to this new reality. Therefore, in addition to the challenges present in face-to-face classes, the return to schools will also induce significant changes in the educational sphere. It is concluded that the pandemic situation has induced significant changes in educational expectations and in the school space, mainly in the structure of classes, in teaching activities and, consequently, in social practices.


Keywords: Physical Education. Pandemic. Remote Teaching.

Publicado
Ago 31, 2021
##submission.howToCite##
GOIS, Pamela Karina de Melo et al. Reflexões sobre o impacto da pandemia na Educação Física Escolar. Revista Com Censo: Estudos Educacionais do Distrito Federal, [S.l.], v. 8, n. 3, p. 220-227, ago. 2021. ISSN 2359-2494. Disponível em: <http://www.periodicos.se.df.gov.br/index.php/comcenso/article/view/1213>. Acesso em: 19 ago. 2022.